11/11/2009 - Quais as vantagens de ter uma marca própria?


O empresário Rogério César Oliveira, de Bady Bassitt, São Paulo, enviou uma dúvida que foi respondida pelo nosso analista e pelos leitores
Por Eduardo Bom Angelo
Caro Eduardo,
Tenho 36 anos e moro em Bady Bassit, interior de São Paulo. Nos fins de semana, revendo componentes e faço recondicionamento de alto-falantes do sistema de som do carro. O trabalho manual é um hobby e me garante uma renda extra. Penso em transformá-lo em um negócio de verdade.

Para crescer nesse mercado concorrido, pensei em criar a minha própria marca de drivers e tweeters. A ideia é colocar a etiqueta em produtos comprados diretamente da indústria. Quais são as vantagens e as desvantagens de ter uma marca própria em um mercado tão concorrido? De início, acredito que trabalhar em sociedade seja melhor, assim como vender para as cidades da região. O crescimento seria mais demorado, porém mais sólido. Esta estratégia está correta?

Tenho um site onde anuncio os meus serviços. Ainda não fiz nenhuma venda por esse canal e não tenho receita com publicidade. Devo usá-lo para divulgar minha marca própria? Pensei em contratar funcionários para comercializar os produtos, mas isso envolve questões trabalhistas e outros custos. Devo seguir esse plano ou não é uma boa ideia?

Rogério César Oliveira,
Bady Bassitt, SP


NEGÓCIO >>> É preciso analisar a situação atual, refletir sobre as mudanças que deverá fazer para que esse negócio decole. Vejo que existe potencial para que essa atividade se torne o seu negócio principal. Mas você precisa ter certeza de que esse é o rumo que deseja tomar. A pergunta que você deve fazer a si mesmo é: o que é mais importante para os seus clientes, o serviço que você presta ou a peça que coloca no carro? As peças que você usa são conhecidas? Seus clientes exigem isso? Pergunte à clientela e descubra como ela vê o seu serviço.

MERCADO>>> concorrido Se o mercado é realmente competitivo, você deve questionar qual será o diferencial do novo negócio. Por que o cliente comprará a sua marca ou contratará o seu serviço em detrimento de outro? Minha sugestão é que você reforce seus pontos fortes, aqueles que fazem seus clientes voltarem a procurar a sua empresa e trabalhe melhor os que não foram tão bem avaliados. Na dúvida, pergunte à clientela o que ela espera do seu trabalho, o que gostaria que você fizesse diferente e o que poderia ser melhor.

SOCIEDADE>>> Uma das questões que você levanta é a possibilidade de ter um sócio. Esse é um ponto bastante delicado, porque a sociedade deve ser um caminho apenas quando acrescentar algo ao negócio. No seu caso, o sócio pode ser uma pessoa com capital inicial para a compra dos produtos ou com uma visão diferente, para contrapor à sua. Você é quem saberá, analisando o cenário, se há necessidade de um sócio ou não, mas mantenha-se aberto a essa ideia.

MARCA PRÓPRIA>>> Verifique quais são as suas “janelas de oportunidade”, ou seja, onde tem espaço para investir em uma atividade que realmente traga retorno. Se você descobrir que as marcas das peças que usa não são exigidas por seus clientes, você tem a possibilidade de criar uma marca própria. Se, por outro lado, identificar que seus clientes prezam as marcas tradicionais, deve se aprofundar nos serviços prestados, na revenda dos produtos e na assistência técnica.

FUNCIONÁRIOS>>> A contratação de funcionários não deve ser uma preocupação neste momento. Essa necessidade deve seguir um ciclo bastante natural. A melhor estratégia é observar a demanda de seus clientes e assim planejar seu crescimento. Caso você decida ter um sócio, ele irá dividir com você as atividades, o que diminui a demanda por contratações.

DIVULGAÇÃO>>> O seu diferencial será, com certeza, fator-chave de seu sucesso no futuro. É ele que o tornará conhecido e fará com que os clientes façam propaganda do seu negócio.

Fonte: inpi

< voltar

A publicação antecipada pelo depositante acelera o início de exame??

LEALVI MARCAS E PATENTES Av. Ipiranga, 607 Conj. 203 - Porto Alegre - RS - Fone/Fax: (51) 3219 2961 / 3219 3750 | Créditos